05:30

O Evangelho é o "poder de Deus"




"...não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê..."(Romanos 1:16)

Paulo não tinha do que se envergonhar, o evangelho não é uma filosofia morta, "O Evangelho", é o poder de Deus para transformação do caráter de pessoas. Matheus henry, em seu comentário do texto de Mateus 1:18:25, afirma que:

"... aqueles ... que Cristo salva, são salvos de seus pecados; da culpa do pecado pelo mérito de sua morte e do poder do pecado pelo Espírito de Sua graça.

Ao salvá-los do pecado, os salva da ira e da maldição, e de toda desgraça, aqui e depois.

Cristo veio salvar seu povo não em seus pecados, senão de seus pecados; e, assim, a redimi-los dentre os homens para si, que é separado dos pecadores."


O que a graça faz?...uma frase de Thomas Brooks, representa bem o poder transformador do evangelho, "A graça...transforma leões em cordeiros, lobos em ovelhas, monstros em homens e homens em anjos"

Servimos um Deus que é Onipotente, um Deus que é capaz de realizar o ímpossivel...que é capaz de mudar corações, transformar o caratér do homem...

:
"...não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus "(Rm 1:16)

"Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus"(1 Co 1:18)

"Nós pregamos a Cristo crucificado, escânda-lo para os Judeus, loucura para os gentios; mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus" (1 Co 1:23,24)

"A minha palavra e a minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria., mas em demonstração do Espirito e poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria humana, e sim no poder de Deus"(1 Co 2:4-5)


Esta explicito que o evangelho é o poder de Deus, mas porque o evangelicalismo moderno não tem experimentado este poder?

Talvez a situação crônica pela qual a igreja contemporânea tem vivido, seja a conseqüência do abandono explícito do evangelho da graça de Deus. Parece que a preocupação com os "números" tanto de membros quanto de contribuições, têm tirado da mente de muitas pessoas o verdadeiro sentido da fé cristã, contudo; que as pessoas estejam na igreja e não fora dela, nada mais importa.

"O barateamento da graça e a fé fácil em um evangelho distorcido estão arruinando a pureza da igreja. O abrandamento da mensagem do Novo Testamento trouxe consigo um inclusivismo putrefato que, com efeito, vê qualquer tipo de resposta positiva a Jesus como um equivalente para a fé salvadora...Nas décadas recentes, tem surgido uma geração de cristãos professos cujo comportamento raramente se distingue da rebeldia em que vive o não-regenerado"¹

A Biblia traça uma linha divisória que distingue o regenerado do não- regenerado, Charles H. Spurgeon afirmou que o " ..pecado e inferno estão casados, a não ser que o arrependimento anuncie o divórcio" ...Se existe regeneração existe uma nova vida, se existe conversão a Cristo, então há verdadeiro arrependimento, se há arrependimento então existe ali, uma quebra definitiva de laços com o pecado. É Triste saber que "existem, literalmente, milhares de pessoas que declaram crer em Jesus, como filho de Deus, e, apesar disso, não vêem qualquer necessidade de se separarem deste mundo vil e pecaminoso...."²

Infelizmente, a situação do evangelicalismo mundial é triste, e não somente no Brasil "...pesquisas têm sido realizadas acerca do povo norte-americano, revelando de forma consistente os Estados Unidos como um dos mais religiosos (senão o mais religioso) países do mundo.Na realidade a maior parte da população dos Estados Unidos possui forma de piedade enquanto nega o seu poder (2 Tm 3:5); reivindicam conhecer Deus, mas suas ações O negam (Tt 1:16)"³

Conhecemos pessoas que se "converteram" mas nunca foram convertidas por Deus "...se não lhe tivessem dito que eles "se converteram " você jamais o saberia"£

O que nos resta, é concordarmos com a declaração de Charles H. Spurgeon "A profissão de fé sem a graça divina é a pompa funerária de uma alma morta."

É necessário voltarmos para a palavra de Deus, ensinar o que ela ensina, apontar para o que ela aponta. Somente assim veremos o que o Evangelho é capaz de fazer na vida de um pecador.

Soli deo Glória

Aldair Ramos Rios


Bibliografia
¹Gilson Carlos de S. Santos/ Revista Fé para Hoje, editora Fiel, Pag 44
²Robert Cobb/ Revista Fé para Hoje, Editora Fiel, pag 82
³ George Martin, O deasfio e a chamada para missões mundiais/ Revista Fé para Hoje, editora Fiel, pag 99
£Robert Cobb/ Revista Fé para Hoje, Editora Fiel, pag 82

2 comentários:

William Pessôa disse...

brother Graça e Paz!!!!!!!
o prazer é meu

anote meu msn: wilpes977@hotmail.com

parabéns pelo seu blog

Soli Deo Gloria

Bruno Domingues disse...

Saudaçoes Calvinistas.

Fico feliz em encontrar mais um dos remanescentes que o Soberando tem conservado na verdade em dias tão conturbados como esses..

que a graça de nosso Senhor Deus e de Jesus nosso Cristo continuem repusando sobre sua mente e coração em pleno conhecimento da verdade por fé

Bruno Domigues